Atendemos todo o Brasil -
011 3101-2261

M.E.B. Advocacia

Publicações

Qual é a origem histórica dos concursos públicos no Brasil?

Por que o Brasil realiza concursos públicos ao invés de contratar diretamente os servidores e empregados públicos?

 

A origem histórica dos concursos públicos no Brasil remonta ao período colonial, mas foi a partir do século XIX que ganharam maior relevância e formalização, impulsionados por uma necessidade premente de promover a igualdade de oportunidades e a meritocracia no ingresso aos cargos públicos.

Durante o Brasil Império, a ocupação de cargos públicos frequentemente se dava por critérios de apadrinhamento, favorecimento político e indicações pessoais, o que resultava em uma administração pouco eficiente e permeada por práticas antiéticas. Com a promulgação da Constituição de 1824, a ideia de adotar concursos públicos como meio de seleção para cargos ganhou espaço como um mecanismo para minimizar esses problemas.

A necessidade de proporcionar igualdade de oportunidades a todos os cidadãos interessados em ingressar na função pública, independentemente de relações pessoais ou influências políticas, foi um dos pilares que motivaram a realização de concursos públicos. Essa abordagem visava democratizar o acesso aos cargos estatais, abrindo caminho para que talentos e competências individuais fossem reconhecidos e aproveitados.

Aprofundando ainda mais, a busca por selecionar os mais capacitados e competentes dentre os interessados também emergiu como um fator crucial. A administração pública necessitava de servidores que atendessem aos requisitos técnicos e profissionais, garantindo a eficiência na prestação de serviços à sociedade. A realização de concursos públicos se configurou como uma maneira objetiva de avaliar o conhecimento, as habilidades e a adequação dos candidatos aos cargos disponíveis.

Ademais, o contexto de reformas administrativas e modernização das estruturas governamentais, influenciado por tendências europeias, fortaleceu a adoção dos concursos como um instrumento de seleção alinhado com princípios republicanos e de transparência.

A necessidade de evitar contratações antiéticas e baseadas em interesses políticos também foi um fator determinante. Os concursos públicos proporcionavam um ambiente em que os candidatos fossem avaliados de forma imparcial, reduzindo a interferência de influências externas nas decisões de contratação. Dessa forma, a busca pelos melhores talentos e pela imparcialidade na seleção tornou-se parte intrínseca da cultura de concursos públicos no Brasil.

Portanto, a origem histórica dos concursos públicos no país está ancorada na necessidade de oferecer oportunidades iguais a todos os interessados, de selecionar os mais qualificados e de evitar práticas antiéticas nas contratações, promovendo uma administração pública eficiente, justa e orientada para o bem-estar da sociedade.

 

Este artigo foi escrito por Marcela Barretta, advogada especialista em concursos públicos.

 


MEB Advocacia Especializada em Concursos Públicos



Você está procurando uma advocacia especializada em concursos públicos?

Fale Conosco Agora
Como funciona a desistência de nomeado e nomeação do próximo ao cargo?

A jornada de um concurso público não termina com a aprovação; ela segue um caminho que inclui a



ADVOCACIA ESPECIALIZADA EM CONCURSO PÚBLICO

Chamar no Whatsapp