Atendemos todo o Brasil -
011 3101-2261

M.E.B. Advocacia

Publicações

TAF: guia completo do Teste de Aptidão Física, tudo sobre.

O Teste de Aptidão Física (TAF) é uma das principais etapas para avaliar a capacidade de um candidato em assumir um cargo em determinados concursos, principalmente de carreira policial.

Voltado a avaliação da aptidão física, esse teste serve para medir se a pessoa tem as condições físicas adequadas para exercer o cargo.

Inclusive, o TAF é tão importante que seus exames são eliminatórios — assim, mesmo quem tirou notas excelentes nas avaliações teóricas, podem ser eliminados do concurso.

Saiba mais sobre essa etapa tão importante dos processos seletivos: leia esse guia completo sobre o TAF e descubra as principais informações. Boa leitura!

1. O que é TAF?

O Teste de Aptidão Física, conhecido como TAF, é uma das etapas presentes em concursos da polícia, Corpo de Bombeiros, guarda municipal e outras seleções.

Seu principal objetivo é avaliar o desempenho e capacidade física dos candidatos, verificando se estas são compatíveis com seu futuro cargo.

Por exemplo, durante uma perseguição, os policiais podem precisar correr atrás dos seus alvos — sendo necessário possuir aptidão física para essa atividade.

O TAF é avaliado com a aplicação de alguns exercícios, como corrida, barra fixa e natação.

Para ser aprovado nessa etapa, o candidato deve alcançar os resultados mínimos determinados pelo concurso.

2. Quais os direitos do candidato que participa do TAF?

Ainda que sejam candidatos de uma seleção, quem participa dos concursos públicos possui alguns direitos.

Conhecer esses direitos é fundamental para garantir uma seleção justa e imparcial e até mesmo pode ser utilizado como fundamento de recursos, em caso de reprovação no TAF.

Por isso, saiba quais são os principais direitos dos candidatos durante essa etapa:

Respeito às regras previstas no edital

Antes do início do processo seletivo, o órgão responsável pelo concurso público divulga um edital, contendo as regras de cada etapa de seleção.

Dentre essas etapas, está o TAF.

Contudo, ao divulgar esse edital, o órgão acaba vinculando a execução dos processos às regras presentes no documento — ou seja, as etapas são obrigadas a segui-las, salvo se forem divulgadas alterações com antecedência e cumprindo a devida formalidade.

Inclusive, caso os responsáveis pelo processo seletivo não sigam essas normas, é possível entrar com um recurso administrativo contra o procedimento realizado.

Igualdade entre os candidatos

O rendimento físico de uma pessoa muda dependendo das circunstâncias em que ela é exposta.

Por exemplo, o candidato que nada em uma piscina com temperatura ambiente (em um dia ensolarado) alcança pontuações melhores do que aquele que realiza o exame na água fria (em um dia de baixas temperaturas).

Além disso, as métricas de avaliação utilizadas podem impactar nos resultados — como aplicar índices mais baixos para uma pessoa e mais altos para outra.

Para evitar que determinados candidatos sejam beneficiados ou ganhem algum tipo de vantagem competitiva durante o TAF, todos devem ser avaliados sobre condições, regras e métricas iguais.

Vídeo da realização do teste

O TAF não apenas deve ser filmado, como o candidato tem o direito de acessar uma cópia da gravação.

Esse direito ajuda a impedir a aplicação de métricas e condições desiguais entre os candidatos ou até mesmo o não cumprimento das regras previstas no edital — e funciona como prova em futuros recursos, quando é necessário.

Proporcionalidade e razoabilidade

A proporcionalidade e razoabilidade são princípios dos atos administrativos, portanto, também são aplicados nos concursos públicos.

Esses princípios funcionam como direitos dos candidatos, pois os protegem de eliminações devido à diferença muito baixa entre o resultado obtido e o índice mínimo de desempenho.

Por exemplo, com base na proporcionalidade e razoabilidade, o candidato não poderia ser eliminado do TAF por finalizar a prova apenas 5 segundos após o tempo limite.

3. Principais Concursos com Teste de Aptidão Física

O TAF está presente nos principais concursos policiais do Brasil, dado que essa carreira necessita de profissionais com excelente aptidão física — sobretudo para os cargos de maior ação, como patrulha.

Sendo assim, se você vai fazer um dos concursos abaixo, é ideal começar a se preparar desde cedo para esse teste:

  • Polícia Militar
  • Polícia Federal
  • Polícia Federal Rodoviária
  • Polícia Civil
  • Marinha
  • Aeronáutica
  • Exército
  • Corpo de Bombeiros
  • Guarda Municipal
  • Agência de Trânsito

4. Como treinar para o TAF?

Grande parte dos candidatos focam apenas em se preparar para os exames teóricos, deixando de lado a preparação física — inclusive, muitos negligenciam a saúde física e a prática de exercícios durante o processo.

Como resultado, quase 40% dos candidatos são reprovados no TAF e eliminados do processo seletivo.

Para evitar esse resultado e conseguir avançar na seleção, é preciso começar a se preparar para o teste desde cedo!

O ideal é que os treinos iniciem até 6 meses antes da prova, sobretudo se você possuir baixa resistência física e for sedentário.

O primeiro passo para esse processo preparatório é analisar editais antigos do concurso e verificar quais exames de aptidão serão aplicados, assim como suas devidas regras.

Não recomendamos esperar o edital atualizado, pois este costuma ser liberado com menos de 2 meses de antecedência a aplicação do teste.

Outra dica para estar bem preparado para o TAF é: busque por ajuda profissional! Existem alguns professores de educação física e personal trainers especializados no treinamento para testes de aptidão física, que vão orientar corretamente o seu processo.

Contar com esse suporte — desde cedo — será um diferencial importante para o seu resultado!

5. Como treinar corrida TAF

O exame de corrida de resistência é um dos mais difíceis do processo, perdendo apenas em níveis de reprovação para o teste em barra fixa.

A melhor forma de se preparar para esse exame é através do treino polarizado, que combina exercícios aeróbicos de moderada intensidade, com treinamentos periódicos de alta intensidade e treino contínuo de alta intensidade e curta duração.

Mais uma vez ressaltamos a importância de possuir um acompanhamento profissional durante esse processo!

6. O que comer antes do TAF

No dia da avaliação, a alimentação será sua principal aliada!

Afinal, será através dela que você vai garantir a energia que precisa para concluir todas as etapas do exame e conseguir a classificação.

Os alimentos recomendados são:

  • 20 minutos antes da prova: carboidratos de fácil digestão, como frutas e tapioca;
  • Mais de 1 hora antes da prova: carboidratos de maior tempo de digestão, como pães integrais e leite com grãos;
  • 2 a 3 horas antes da prova: refeições pesadas, como feijão.

Além disso, beba três copos de água 10 minutos antes de iniciar a prova.

7. O que levar no TAF

Você sabia que a execução de todas as etapas do TAF pode durar até 4 horas?

Por isso, estar bem preparado para o exame e levar os itens corretos é fundamental para garantir um bom resultado!

Então, ao arrumar sua mochila, não esqueça de incluir:

  • Água;
  • Comida doce;
  • Frutas;
  • Sanduíche leve;
  • Toalha;
  • Rolo de papel higiênico.

Outras dica são: separe os itens no dia anterior, deixando tudo arrumado na mochila, e evite consumir todos os alimentos e bebidas de uma só vez.

8. Principais ilegalidades praticadas no TAF

Infelizmente, é comum haver ilegalidades durante o TAF, praticadas pelos responsáveis pela execução dos exames.

Conheça abaixo quais são as principais e esteja atento — tanto durante o processo, como na divulgação dos resultados.

O Teste de Aptidão Física apenas pode ser incluído nos concursos públicos caso a lei determine a sua aplicação durante o processo.

Então, ao identificar o TAF no edital, busque na legislação se o teste está previsto.

Dica: esse exame não pode ser aplicado em concursos para cargos burocráticos, como técnico administrativo, médico legista, perito criminal e escrivão de polícia.

Dificuldade ao acesso da ampla defesa e contraditório

Para se defender da reprovação no TAF, o candidato precisa conhecer os fundamentos que originaram esse resultado. Ou seja, porque ele foi eliminado do exame.

Ao não disponibilizar essas informações, o órgão impede o acesso do candidato aos direitos constitucionais da ampla defesa e do contraditório.

Afinal, é impossível se defender de algo sem saber seu conteúdo ou fundamento!

Essa ilegalidade também é aplicada quando o órgão não realiza a filmagem do TAF ou não disponibiliza as gravações para os candidatos — dificultando sua defesa contra o resultado eliminatório.

Descumprimento das regras do edital

O edital, como dissemos anteriormente, deve ser cumprido integralmente pela banca que aplica o concurso público — desde as regras referentes ao exame teórico até o TAF.

Por isso, recomendamos que antes do teste você leia novamente as normas previstas no edital e, durante a aplicação do exame, confira se estão sendo seguidas pelos examinadores.

Qualquer irregularidade deve ser relatada imediatamente e, caso não seja eliminada, saiba que é possível recorrer no órgão ou na justiça.

Desrespeito aos direitos do candidato

Os direitos dos candidatos devem ser respeitados durante todo o processo de aplicação do TAF, garantindo aos concorrentes uma seleção justa e igualitária.

Então, se você for eliminado devido à diferença irrisória entre seu resultado e os índices mínimos ou caso seu teste seja aplicado em condições muito diferentes aos dos demais candidatos, essas são ilegalidades e devem ser recorridas.

Não remarcação do TAF devido saúde

Sentiu mal no dia agendado para realização do TAF? Com um atestado médico indicando a incapacidade do candidato em realizar o exame, é possível remarcar o teste.

Inclusive, é considerado ilegal a eliminação de candidato que possua o devido atestado.

A remarcação do exame também pode ser solicitada por candidatas que estejam grávidas no período de aplicação do TAF, ainda que a regra não conste no edital — esse direito é garantido pelo Recurso Extraordinário nº 1.058.133, do STF.

9. O que fazer se eu for reprovado no TAF

O primeiro passo após ser eliminado do TAF é solicitar a filmagem do exame, para você avaliar se o procedimento e critérios utilizados durante a avaliação estão compatíveis com as regras do edital.

Após esse requerimento, busque por um advogado especialista em concursos públicos!

O profissional vai te ajudar durante a análise das gravações, podendo até mesmo identificar ilegalidades desconhecidas por você.

Após esse processo, provavelmente o advogado vai indicar que você entre com uma ação judicial — esse meio é mais eficiente que os recursos administrativos, analisados pela mesma banca que te eliminou.

A defesa vai depender bastante da ilegalidade cometida na eliminação e das fundamentações para defesa levantadas durante as etapas de estudo do caso.

O importante é saber que, com o suporte de um advogado especialista em concursos públicos, as chances de sucesso serão bem maiores.

10. Conclusão

O TAF é um processo importante para você conseguir garantir sua vaga e avançar rumo aos seus objetivos profissionais.

Com as informações apresentadas ao longo desse guia, você não apenas será capaz de se preparar melhor para o exame, como também saberá o que fazer se for eliminado indevidamente.

E claro: em caso de eliminação, procure o quanto antes um advogado especialista em concursos públicos!

Tenha um suporte técnico especializado e consiga reverter o resultado do TAF — tendo acesso novamente ao concurso.



Você está procurando uma advocacia especializada em concursos públicos?

Fale Conosco Agora
Como funciona a desistência de nomeado e nomeação do próximo ao cargo?

A jornada de um concurso público não termina com a aprovação; ela segue um caminho que inclui a



ADVOCACIA ESPECIALIZADA EM CONCURSO PÚBLICO

Chamar no Whatsapp