Atendemos todo o Brasil -
011 3101-2261

M.E.B. Advocacia

Publicações

Benefícios previdenciários são impenhoráveis, diz TJ-SP

São impenhoráveis os valores advindos de salários, aposentadoria e pensões. A exceção para a aposentadoria, segundo entendimento do Superior Tribunal de Justiça, é quando for preservado um percentual capaz de manter a dignidade do trabalhador e sua família.

 

Com fundamento no artigo 833, IV, do Código de Processo Civil, o desembargador Ribeiro de Paula, da 12ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo, negou agravo de instrumento que indeferiu o pedido de penhora de percentual do benefício previdenciário de um devedor ao município de Piracaia.

 

Segundo o município, o devedor recebe o Benefício de Prestação Continuada da Lei Orgânica da Assistência Social (BPC), que corresponde à garantia de um salário mínimo mensal à pessoa com deficiência que comprova não possui meios de prover a própria manutenção.

 

Foi pleiteada a penhora de 15% do benefício, com a justificativa no entendimento do STJ que possibilita a relativização da regra contida no artigo do CPC. A alegação é de que há prova de que a medida não compromete a subsistência do devedor.

 

Segundo o magistrado, no entanto, o valor bloqueado de R$ 372,92 prejudicaria o portador de necessidades especiais, uma vez que o benefício é sua única fonte de renda, conforme mostrado em extratos bancários.

 

“Houve clara demonstração de que o valor bloqueado se trata de benefício previdenciário de baixo valor, e a penhora da quantia prejudicará o sustento e a subsistência digna do devedor”, disse o magistrado.

 

A representação foi feita pelo advogado Cléber Stevens Gerage.

 

Fonte: Conjur

________________________________________________________________________________

MEB Advocacia Especializada em Concursos Públicos



Você está procurando uma advocacia especializada em concursos públicos?

Fale Conosco Agora
Como funciona a desistência de nomeado e nomeação do próximo ao cargo?

A jornada de um concurso público não termina com a aprovação; ela segue um caminho que inclui a



ADVOCACIA ESPECIALIZADA EM CONCURSO PÚBLICO

Chamar no Whatsapp